Test
Students For Liberty is the largest pro-liberty student organization in the world.
To get started, please select your region on the map.

Liberdade De Expressão

Um pequeno guia para Harriet Taylor Mill

By

Kaike Souza  |  7 de dezembro, 2017 

Quem é Harriet Taylor Mill? 

Harriet Taylor Mill, nascida em 08 de outubro de 1807, em Londres, foi uma filosofa inglesa que debatia, sobretudo, questões sobre o feminismo, também defendia com veemência a luta pelos direitos humanos. Harriet foi esposa do também filósofo John Stuart Mill, donde escreveu diversos artigos em co-autoria. Harriet veio a falecer em 3 de novembro de 1858, decorrente de uma congestão pulmonar.

Por que a Harriet Taylor Mill é importante? 

Harriet foi uma ferrenha defensora e pioneira na luta do sufrágio feminino, tinha este tema como sua principal bandeira, além dos ideias de liberdade, igualdade e equidade para as mulheres. Apesar de ser uma mulher forte e com poderosas influências liberais, Harriet nasceu numa família aristocrática em Londres, seu casamento com John Taylor, um rico empresário de Islington, foi acertado pelos seus pais com pretensão na fortuna de Taylor.

Já na sua infância ela cultivava suas ideias que futuramente lhe colocariam como uma grande pensadora crítica das condições de inferioridade que a mulher foi submetida durante a evolução da história. Harriet e seu marido frequentavam a igreja unitária e firmaram fortes laços de amizade com o líder da igreja William Fox, outro forte defensor dos direitos das mulheres. Com frequência realizavam e compareciam à reuniões onde eram debatidas opiniões políticas de rompimento com a norma vigente. E foi no meio dessas reuniões que Harriet conheceu o pensador, e futuro marido, Stuart Mill, e de pronto submergiu em forte admiração não só pelas ideias e forma de se expressar, características de Mill, mas também por, segundo ela própria, ser o primeiro homem que ela considerou tratá-la como uma igual.

O casamento, que foi fruto das más intenções dos pais de Hariet, se deteriova pouco a pouco, ao ponto de o marido deixá-la passar longos períodos de tempo com Mill, períodos estes que os dois desenvolveram muitos artigos juntos, porém o nome dela era ignorado por ordens do marido. Um destes trabalhos foi o “Princípio da Economia Política” que foi publicado em 1849. Num acaso do destino, no mesmo ano Taylor veio a falecer, abrindo portas para o relacionamento entre Harriet e Mill se concretizar, mas por questões de polêmica eles esperaram até o ano de 1851.

Todo esse caso de sujeição e opressão pública eram temas de forte crítica da filósofa, que em um dos seu relatos chegou a expor que “os homens não querem só a obediência das mulheres, querem também seus sentimentos (…) não desejam uma escrava forçosa e sim voluntária(…)”. Harriet justificava essa submissão da mulher como produto da criação das crianças, humildade e serviço aos homens. Outro grande problema analisado por ela era que a sociedade não queria compreender que a comunicação e a igualdade entre homens e mulheres não deve somente ser aceitável, mas natural, causando isso a exclusão de mulheres nos altos cargos de de importância pública.

Era no voto que Harriet centrava seus esforços, identificava nele a forma da mulheres se emancipar e se permitir livre das amarras de personalidade exercidas pela sociedade e exercer suas capacidades em qualquer aspecto sócio-político. Infelizmente sua luta sufragista se viu interrompida quando começou a padecer de tuberculose, junto com Mill, e constantemente se viam obrigados a ir à regiões com climas mais quente.

Em uma dessas viagens Harriet veio a falecer. Desolado pela morte da esposa, Mill continuou os trabalhos de sua falecida esposa e em conjunto com a sua enteada publicaram em 1869 a obra “A sujeição das mulheres”, inspiradas no pensamento de Harriet.

 Se você puder ler apenas uma coisa dela?

Os princípios da economia política

Principais obras da Harriet Taylor Mill

Saiba mais sobre ela


Pequenos Guias para Grandes Ideias é uma série educacional do do SFLB de introdução a importantes pensadores libertários. Cada post é escrito para dar aos alunos com mentes abertas, um ponto de partida para aprender com os grandes provocadores e agitadores que contribuíram para as ideias de liberdade. 

If you enjoy reading our blog, be sure to subscribe to our mailing list for more content and updates.


Write for Us

Our Writers

X